sexta-feira, 1 de abril de 2016

Reciclagem a jato !!! Vem ver

Não resisti, há semanas quero escrever, contar novidades, trocar dicas, tudo armazenado, mas sem tempo...
Gosto do blog, aliás adoro. Aqui sempre sinto que estou à vontade afinal o blog é meu e posso escrever o que realmente vejo, sinto ou vivencio. Posso dar dicas e receber, aprender a ver o mundo virtual dentro das nossas casas.
Resolvi fazer um post, bem característico dos meus  antigos queridinhos: reciclagem.
Hoje o Edson aparece com uma belezura... E hoje mesmo satisfez minha pressa e transformou em um apoio de material de estudo e leitura, e sabe o quanto custou?
3 lixas
1 demão de verniz pra proteger sem tirar a cor de madeira.
2 pedacinhos de madeiras pra fazer as prateleiras internas.

Tempo: 2 horas em total.
Esse mini móvel, pode ir pro banheiro guardar toalhas e afins.
Um bar charmoso
Mesa de centro virada
Floreira
Estante de livros pra crianças
Porta cd/ DVD
Enfim, um monte de ideias borbulham... Vamos ver o moço?

Ele era em madeira crua


 Mas poucas rachaduras e uma simetria que ajudou.
Ele fez as duas prateleiras lixou e passou verniz
  
               Tamanho exato ao que pedi

Logo enchi de coisinhas, mas acho que é provisório...


                    Entra bastante livros


Atrás um esconderijo útil



E então gostaram? A ideia já é repetitiva né? Mas as formas de executar podem nos surpreender.
Um abraço a todos e apareçam.
Face: Fernanda Sahira
Waths: 51 9724-2972
Site loja; www.casadesahira@gmail.com.BR

Beijocas

Fernanda Sahira

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Rei Leão Brasuca

E teve o dia que virei Rei Leão

Bom, não foi exatamente como no filme, mas a história vale umas boas gargalhadas.

Estava na praia com a minha neta e filhos, amigos, marido...sim a farofada toda...A Lara minha neta é uma relações públicas mirim, por onde passa deixa amiguinhos de todas as idades, tem facilidade incrivel de participar de qualquer turma.
Em um dia de calor de janeiro chega a Lara com a amiguinha nova de no máximo 4anos...Vóóóó...Hummm (medo), fale Lara qual motivo de tanto grito? Minha amiga perdeu a mãe dela!!!
COMO ASSIM PERDEU? Querida qual seu nome? Ana Carolina
Qual nome de sua mãe? Mamãe
Do papai?Papai
Como seu pai chama sua mãe Ana Carolina? Mamãe...
Ai mó pai que vou fazer com Ana Carolina? comecei a caminhar pela praia, procurando e nada...
O salva vidas disse, tem que procurar moça uma hora a senhora acha!! (sim, ele falou isso)
Antes de me avançar no cidadão pensei no trauma da Lara e da Ana Carolina...
A Praia tem muitas pedras na volta, subi em uma ergui a menina acima da minha cabeça e gritei...Pelo amor a vaca Jersey quem é a mãe da Ana Carolina !!!!
Em menos de 1 minuto já estava a familia inteira chorando agradecendo e blábláblá...Peguei a mamãe e levei até o fofo do salva vidas e pedi a pulseira de identificação,e acreditem, não tinha caneta...UMA BIC...nada.
Assim que devolvi o Simba(ops, Ana Carolina) chamei o pessoal de vermelho la no alto e ninguem me atendeu, naquele momento passei meu limite de paciencia e berrei...
Olhando pro lado vi que meus amigos, filhos, marido corriam  pra longe, tipo corre que a louca ta solta.
Falei ao moço com a maior delicadeza que justamente pela praia ser um lugar muito procurado por familias que levam as crianças, Lagoa do Peri/SC, ele devia distribuir as pulseiras.
Só que ele explicou estar sem canetas e ter avisado o chefe... Juro, naquele momento foi a vontade gritar... UMA CANETA por favor amigo traga de casa, peça num bazar...
Assim fica dificil né?
Uma idéia que surgiu, diante desse problema foi confeccionar pulseiras pras crianças, algo que elas ajudem a fazer, e dizer, que devem lembrar de colocar antes do passeio. a da Lara coloquei uma conchinha que ela pegou no mar, ela amou, e fazia questão de usar.
As vezes prender no laço do biquini, nos meninos na canela. O importante gente é alem do protetor solar, repelente, usar algo que identifique seu baby. Vamos ficar próximos. Orientar a criança sem causar terrorismo.
Essa foi uma das nossas aventuras na praia, que lógico deveria ser comigo né não?
Beijokas, e apareçam, aos poucos estou voltando.

 
Paradinha pra comer pamonha...

                                                   Sem refrigerante né vó?
 
selfies e selfies

                                        
                                                 Estou na beira vóóóó

 
Um beijão a todos que passeiam por aqui.


Ser avó, uma chance de chorar e rir com mais tranquilidade...
Fernanda Sahira

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Soliedariedade

2015, O ano de poucas palavras, mas muitas ações e surpresas.
Em Outubro de 2015, houve um enchente extremamente forte no município onde moro, centenas de famílias perderam tudo, ou quase tudo, a agua torturou a cidade por dias, e o desespero estava sendo cada vez pior.
Minha casa foi muito atingida, ficamos meio mês sem luz, Edson segurou sozinho essa barra, eu fui pra Porto Alegre com meus filhos.
Confesso que ter ajudado de forma simples como voluntaria, me fez não lamentar as perdas que tive com tanta tristeza,
Afinal são só coisas...
Minha casa estava ali, meus filhos e saudáveis, mas minha vida virou do avesso.
Livros, material escolar, documentos, fotos... isso foi dificil
Mas ver pessoas ajudando umas as outras foi muito bom, perceber que nem mesmo um amigo ou parente se sensibiliza com a situação, mas o vizinho que nem seu nome sabe leva uma sacola de comida pra ajudar os desabrigados abre qualquer sorriso.
 
Hoje as coisas estão voltando aos poucos ao seu lugar, as lembranças ficam.
um dos fatores agravantes de enchentes, e o descarte errado do lixo, as pessoas jogam lixos em bueiros, na rua, a natureza devolve da forma que pode.
 
O comércio, áreas mais altas foram atingidas.


 
 
 
Meus eletrodomésticos e moveis



                                                            Freezer caiu no chão

                     
                          A Loja que fica em frente minha casa teve Banner e produtos destruídos
 
 


 Quando a agua começou a baixar o lixo da população assim como seus pertences perdidos foram espalhados pela cidade, como se a casa de cada um tivesse sido aberta ´...



                                Casa de Sahira teve praticamente a loja destruída, tecidos, ferramentas, produtos embalados, o estoque ficou submerso.

                              Quarto dos meus filhos, muitas roupas e livros

Essa mocinha tem um sentido muito especial pra mim, foi pro hospital das bonecas junto com as da Lara, e não sai de perto de mim.
 


 






 Tequila e Fiona ficaram em surto, até acomodarmos em outra casa elas ficaram assim observando cada movimento.
 
 
2015

 
Mas tudo esta voltando ao normal, a Loja já está funcionando, os moveis e elétros estamos arrumando, o que não tem como arrumar vamos substituindo aos poucos.
As lembranças que foram, não foram totalmente pois ainda estão claras em minha memória, assim como a todos que de alguma forma ofereceram ajuda, ajudaram, torceram.
Mesmo em meio tanta coisa triste, vi pessoas que nem conheci oferecer ajuda, neste momento entendemos realmente o que é soliedadriedade.
 
 
2016 com muito Sol e consciência
 
 
 
Quero que saibam que não falei da enchente com intuito de pedir ajuda, ou deixar alguém penalizado, essa enchente foi há mais de 3 meses, e agora finalmente tive tempo de contar pra vocês, afinal aqui é meu diário de bordo...meio abandonado eu sei...
2015 teve tantas surpresas, e 2016 já começou balançando, tive meu dia de Rei Leão, vou contar pra vocês.
saudades de aparecer aqui...
 
beijoooooooo

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Nosso Rio de Janeiro

Boa Tarde!!

Saudades deste cantinho, a vida deu tantas voltas que eu não tinha como desacelerar e vir conversar.
Neste tempo aprendi muito, bati com a cabeça na parede, viajei, me escondi e aprendi bastante.
Vocês como estão me contem as novidades...
Cheguei do RJ essa semana fui no aniversario da Fernanda mais fofa que existe.
A Fernanda da Rejane, nossa querida da Casa Corpo e Cia.

Foi uma festa muito especial, ela foi feita cada detalhe pela mamãe coruja e as titias corujas.
Fernanda é um garotinha muito especial, adora beijinhos e já corre por tudo.
Caminha sempre com o pé direito, aguentou a balada do morango firme e forte.
 
Mamãe coruja que não para quieta mas está muito bem.
 
Cada detalhe feito com trabalho e muito amor e ajuda das meninas, fez com que a festa de 1 ano da Nandinha ficasse linda.
 
Essas fotos abaixo eu "roubei" do blog da Rê.
Ver ver coisa mais amada o post.
 

                                          Essas fotos roubei do Blog da mamãe coruja.







Tudo que é de amor, paixão e carinho, faz bem pele e pra saúde. Felicidades pra nossa princesa.
 
Vem visitar a festa Craft da Nandinha feita com muito amor e dedicação.
 
Levei a Lara minha neta de 5 anos que amou e brincou até cansar. Conheceu o Rio e ficou maravilhada...
 



 
 
 Um beijo queridos. até breve.
 
 
Fernanda Sahira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...